Perfil de Energia - Aterro Pihourc

Geração de energia usando a recuperação de biogás de 463 comunidades

Cliente: Intercommunity Multi-purpose Syndicate (SIVOM)

Local: Pihourc, França

Solução: 1 - Grupo Gerador Cat® G3512
1 - Grupo Gerador Cat® G3516

Revendedor Cat: Eneria France

Necessidade de Energia

Um problema significativo para muitas regiões na França é o problema de administrar resíduos sólidos domésticos. O fórum ambiental “Grenelle” da França estabeleceu uma meta de reduzir a geração de resíduos domésticos em 25 quilogramas por pessoa em cinco anos. O objetivo é atingir um desenvolvimento sustentável e fazer uma contribuição vital por meio de nossos esforços e comportamento com consciência cívica diariamente.

Localizado em um vale a 90 km de Toulouse, o Aterro Pihourc foi estabelecido em 1996 e ocupa mais de 70 hectares da área. O aterro recebe resíduos domésticos de 463 comunidades e é enterrado com uma geomembrana para evitar contato com o solo, embora o subsolo local tenha baixíssima permeabilidade natural. Oficialmente conhecido como um Aterro de Contenção de Resíduos Não Tóxicos (ISDND, Installation de stockage des déchets non dangereux)a fábrica processa 85.000 toneladas métricas de resíduos sólidos domésticos coletados pelo Intercommunity Multi-purpose Syndicate (SIVOM,Syndicat Intercommunal à Vocations Multiples) em Haute-Garonne, Hautes-Pyrénées and Ariège.

Criado em 1960, o SIVOM comandado por Jean-Louis Puisségur é responsável pela coleta, classificação e tratamento de resíduos domésticos de 463 comunidades, representando uma população total de 35.000. O SIVOM gera receitas de €19 milhões, 50% a partir das atividades que transformam resíduos em energia. O aterro gera um valioso derivado de biogás que pode ser coletado para recuperação de energia. Não é surpresa que ele esteja no centro da política de conversão de resíduos em energia promovida por Jean-Louis Puisségur, presidente do SIVOM.

Solução

A Eneria France instalou um sistema de recuperação de biogás excepcionalmente eficiente em 2006. O biogás é coletado por poços de extração e transportado para os insufladores que abastecem os grupos geradores Cat® G3516 e G3512 que, combinados, produzem 1.600 kW de energia. Equipada com dois grupos geradores com capacidade de 950 kW e 650 kW, a instalação produzia mais de 12.800 MWh de energia por ano na capacidade total.

À medida que o resíduo é reduzido, o biogás é gerado e recuperado para produção de energia. O local do aterro é dividido em seções de vários hectares e essas seções são subdivididas em células de área de 5.000 metros quadrados. O fundo das células é alinhado com geotecido resistente a furos disposto sobre uma camada de agregados. Uma rede de drenagem é instalada para coletar as lixívias. O resíduo é enterrado a uma espessura de 25 a 27 metros e coberto com uma camada grossa de 2,5 metros de argila impermeável para decomposição do resíduo. Conforme fermenta, o resíduo gera biogás contendo entre 42 e 45% de metano.

O tempo de duração do resíduo é de aproximadamente 15 anos. Fornecido como resíduo “fresco” com uma densidade média relativa de 0,6, ele evolui para resíduo “jovem” que é compactado para uma densidade relativa igual a 1. Após aproximadamente 15 anos, ele adquire o estado de resíduo inerte. Durante este ciclo, sua decomposição gera biogás por um período de 10 a 12 anos.

É importante perceber que, com o passar dos anos, a capacidade de produção de biogás de um aterro varia significativamente, de acordo com um conjunto complexo de parâmetros, como quantidade de resíduos, frequência de colocação, sua composição e as variáveis climáticas. Resíduos orgânicos são, na realidade, matérias vivas. Portanto, o knowhow e a experiência dos especialistas em biogás do SIVOM são incomparáveis. Eles regulam as válvulas dos poços de extração e controlam o sofisticado programa de computador que gerencia os fluxos a gás e os insufladores. Foram dois anos para a Eneria France adquirir controle total da economia e do equilíbrio ambiental envolvido no processo de transformação de resíduo em energia.

Os módulos de recuperação de biogás se misturavam suavemente no local. A Eneria France projetou um compartimento para os grupos geradores que medem 3 metros de largura com abertura frontal. Essa configuração torna o grupo gerador G3512 intercambiável com o G3516. Ao funcionar em capacidade total, os grupos geradores são conectados à rede de média tensão da rede elétrica da França (20 kV). Sua saída de energia anual é equivalente ao consumo de 5.100 residências (a média que uma residência consome de eletricidade em um ano, excluindo aquecimento, é de 2.500 kWh).

Onze pessoas controlam o gerenciamento diário completo da fábrica. A usina de energia opera 8.000 horas, ou 11 meses, por ano. Não é necessária manutenção, com exceção das visitas de manutenção programada. Além disso, a Eneria France é comissionada para um serviço operado remotamente.

Resultados

A ideia de recuperar biogás para geração de energia foi sugerida para Jean-Louis Puisségur vários anos atrás pelo chefe da Turboméca Company, que ofereceu na época a instalação de uma turbina de helicóptero de queima enxuta. Como o presidente do SIVOM explica, “O projeto do motor é a base de todo o sistema de transformação de resíduo em energia que desenvolvemos para resíduos sólidos domésticos. Apreciamos o verdadeiro espírito de equipe com a Eneria France, uma vez que unimos forças para atender ao bem da população.” Laurence D’Anterroches, chefe do Departamento de Resíduos Domésticos do SIVOM, disse, “Escolhemos a solução da Eneria France como a melhor das seis propostas recebidas após apenas seis meses de negociações. Os principais motivos para essa escolha foram a excelente compreensão por parte da Eneria France de nossas necessidades, as sólidas garantias técnicas que eles ofereceram e a capacidade da empresa de apresentar soluções técnicas e comerciais sempre corretas para o cumprimento da meta.” Conforme o SIVOM solicitou, por exemplo, a Eneria France renovou significativamente o local de produção em 2008 para melhorar o seu desempenho já memorável. O objetivo era otimizar a alimentação a gás para os dois grupos geradores na unidade de recuperação e, dessa forma, melhorar a eficiência da conversão de biogás graças a um insuflador mais poderoso. Os trabalhos de renovação foram realizados de forma rápida e eficiente e a unidade foi instalada em setembro de 2008.

A integração de construção e paisagem da fábrica ocorreu no período de um ano. Administrado pelo SIVOM, que recebeu o rótulo Qualitri nacional francês em 2007, o aterro também tem sua própria plataforma de composição certificada pelo rótulo Ecofert (uma certificação para fertilizantes orgânicos). O ISDND foi submetido a uma mudança importante no 16º ano de existência da fábrica. De seu status inicial como um local comum de despejo, a instalação do SIVOM se transformou em uma sofisticada ferramenta de gerenciamento ambiental baseada no rigoroso controle e otimização de recursos em nome dos residentes da comunidade.

Para obter mais informações, acesse www.catgaspower.com/pt.