CUSTOS DO CICLO DE VIDA ÚTIL

MANEIRAS SIMPLES DE EVITAR OS CUSTOS COM AS FALHAS DOS COMPONENTES

 

De acordo com as pesquisas, um pouco mais da metade—54%—das principais reparações dos componentes são efetuadas antes que ocorra alguma falha. Os números são desconcertantes dadas as tecnologias disponíveis, tais como, a análise dos fluidos e o monitoramento das condições. A combinação destas com as inspeções periódicas fará com que você obtenha a informação que precisa para antecipar e evitar a maioria das falhas.

Existem poucos argumentos para que as falhas sejam tão dispendiosas. As peças caras e com vida útil longa são frequentemente danificadas quando uma peça importante quebra. Anéis do pistão, revestimentos e válvulas, por exemplo, devem durar tanto quanto dois conjuntos de rolamentos principais do motor. Os pratos e discos da embreagem, pistões e placas oscilantes da bomba hidráulica e eixos e engrenagens de transmissão finais são peças dispendiosas e reutilizáveis que podem ser perdidas quando os vedantes e os rolamentos ficam danificados.

O que você poderá fazer para manter as suas máquinas funcionando durante mais tempo? Comece com estas sugestões para uma vida útil maior dos componentes e custos mais baixos:

Faça a manutenção recomendada. O modo mais simples e mais eficaz em termos de custos para manter a sua máquina funcionando durante mais tempo é substituir os filtros e os fluidos nos intervalos recomendados. Caso você esteja trabalhando em condições onde os contaminantes sejam um problema, invista em filtros e fluidos de melhor qualidade. Essas baixas despesas poderão representar uma economia de centenas de dólares.

Analise os fluidos. Os contaminantes existentes no óleo ou em outros fluidos podem fornecer-lhe indicações sobre o desgaste dos componentes. Os lubrificantes das transmissões, diferenciais, engrenagens finais e componentes hidráulicos podem ser analisados e utilizados para indicar a vida útil quase tão eficazmente como o óleo do motor. Uma regra geral é quando dois ou mais contaminantes e as características da lubrificação se deterioram juntos, o problema está prestes a acontecer—continue investigando.

Reveja os registros de reparo em relação a similaridades entre falhas. Poderá encontrar sinais comuns de aviso ou uma faixa horária específica nos quais o problema tende a ocorrer. Isto pode ajudá-lo a evitá-los.

Utilize a faixa horária na qual os componentes falham para estabelecer intervalos para inspecionar as máquinas. Assim que você tenha identificado uma faixa horária para determinadas falhas, faz sentido marcar inspeções mais frequentes.

Utilize a tecnologia das suas máquinas. Os sistemas de monitoramento por computador, tais como as tecnologias Cat® Link, monitoram o desempenho e validam os eventos do sistema quando o sistema de refrigeração aquece muito, um motor ou uma engrenagem numa transmissão gira mais rápido do que a sua velocidade normal ou outros componentes funcionam fora das suas especificações. Avalie a sua informação e fale com os seus operadores sobre todos os sinais de problemas. Utilize estas sugestões para ajustar as suas práticas de manutenção e treinamento dos operadores. Fale com o seu concessionário Cat sobre as Soluções de Monitoramento de Equipamento (EMSolutions). As suas máquinas irão durar mais tempo e a sua utilização será menos dispendiosa a nível financeiro.

 

SAIBA MAIS