vida útil maior das máquinas e componentes

A matemática é muito simples. Você obtém o maior retorno sobre o seu investimento no equipamento quando consegue utilizar uma máquina altamente produtiva com o menor custo operacional possível. Embora a vida útil do equipamento seja afetada por uma grande variedade de imprevistos, a escolha correta da máquina, o monitoramento da sua condição e as técnicas operacionais eficazes, podem ajudar a aumentar os ciclos de vida útil do equipamento e melhorar a eficiência operacional.

1. Escolher a máquina certa. Qualquer que seja a utilização, é importante considerar as várias tarefas que precisam ser feitas e adaptar as máquinas a esses trabalhos. As máquinas maiores não são sempre as escolhas mais eficientes em termos de custos. Dependendo das condições de trabalho no local, você poderá utilizar apenas uma máquina para executar mais do que uma tarefa sem perder tempo de produção. O mais importante é executar esta parte do planejamento quando fizer uma estimativa do trabalho; não se baseie no mesmo conjunto de máquinas apenas por hábito.

2. Proteger os componentes-principais. Quando você utiliza ferramentas de trabalho, é importante rever a necessidade da alimentação hidráulica da(s) ferramenta(s) e se certificar que escolheu a máquina com a configuração hidráulica correta para as exigências que serão colocadas ao sistema. Garantir que estejam bem adaptadas, aumentará a vida útil do sistema hidráulico e a vida útil da ferramenta de trabalho. Caso você esteja utilizando equipamento com material rodante, deverá utilizar protetores para proteger os mesmos e os eixos, especialmente nas condições adversas. O material rodante chega a representar uma porcentagem elevada dos custos operacionais do equipamento, por isso, aumentando a vida útil dos componentes do material rodante reduzirá os custos operacionais no total.

3. Utilizar o monitoramento de condições. As tecnologias de monitoramento de condições podem analisar os intervalos de manutenção, verificar os códigos de avaria e melhorar a manutenção reduzindo as suposições. Baseado nos seus projetos e condições de aplicação, você poderá aumentar os intervalos de manutenção ou poderá reduzi-los; através do monitoramento de condições, você será avisado(a) quando for necessário agir.

4. Seguir as práticas de manutenção de rotina. A lubrificação diária é essencial para aumentar a vida útil dos componentes de trabalho. A manutenção de rotina deve incluir também inspeções visuais aos danos nos pneus, esteiras, ferramentas e em todas as outras estruturas principais. Você deverá também fazer inspeções sempre que detectar um vazamento ou escutar qualquer som ou ruído anormal.

5. Ajustar a manutenção para as condições adversas. Sempre que você estiver trabalhando em condições adversas, deverá considerar a adaptação da sua rotina de manutenção para reduzir o impacto no seu equipamento. As utilizações em áreas com bastante pó poderão exigir uma limpeza mais frequente do filtro do ar e o uso de agentes de pré-limpeza. Os acessórios e materiais rodantes merecem a mesma atenção para reduzir o impacto de materiais extremamente duros, abrasivos, grossos ou molhados. As suas verificações devem incluir as mangueiras, lança, braço e cilindros, e também as chapas de desgaste, ferramentas de corte parafusadas e mecanismos acessórios para se certificar que estão seguros e funcionando corretamente. Caso você trabalhe em dois turnos, o equipamento poderá precisar de uma maior frequência de manutenção.

6. Lembre-se—menos é mais. Os operadores qualificados compreendem os vários modos de potência e de economia da máquina e sabem como configurar uma máquina para fornecer a quantidade certa de potência para a tarefa que estejam executando. Os operadores mais agressivos na potência são provavelmente menos eficientes e colocam uma tensão extra nos componentes—reduzindo a vida útil da máquina. Os operadores que encontram o equilíbrio entre a potência e a proteção dos componentes vitais, ajudam a obter custos operacionais mais baixos.

7. Linhas de visibilidade claras ajudam a proteger o equipamento. O design moderno das cabines melhorou muito a visibilidade a partir do banco do operador. Além disso, os espelhos retrovisores e as câmeras instaladas na traseira ajudam na visibilidade e proporcionam linhas de visão importantes quando opera a máquina em marcha à ré. Quando você estiver planejando o seu trabalho, considere também a linha de visibilidade entre as máquinas e as diferentes áreas de trabalho. Uma visibilidade clara pode melhorar a segurança na operação e aumentar a vida útil do equipamento.